Receitinhas de Mãe

As receitas que fazem sucesso com meus pequenos.

Sobre Leites Vegetais

Quem me conhece sabe que eu sempre fui uma bezerra.

Desde criança, ia pelo menos 1 l de leite de vaca  todo dia, substituía fácil muuuitas refeições por dois  copões de Toddy ou Ovomaltine, e quase tudo que eu cozinhava, usava o bendito, nem que fosse em derivados.

Sabendo disso, imaginem o tamanho do desespero da “pessoUa” a se ver obrigada a entrar com os filhos em dieta restritiva, porque eles são alérgicos! E tem mais: de onde sairia o cálcio??? Como iríamos ficar bem nutridos sem o leite??? Desespero define! rs.

Aí, como o leite de soja é super famoso, e eu já conhecia e gostava, pensei nele como alternativa, mas bum! Mig também é alérgico à soja! Ferrou de vez! Vamos viver de quê????

E começou a busca: grupos de apoio em redes sociais, com mães que passam pelo mesmo e inventam receitas maravilhosas, sites e blogs, brasileiros e de fora… E descobri que comprar leites prontos ficava inviável: 17 a 19 reais, por um litro??? Mas nem ferrando! Não cabe no orçamento!

Então vamos partir pro caseiro, além de mais barato, é mais saudável, por sabermos exatamente o que vai. E vieram receitas, muitas receitas, muitos testes, muito “ieca” e muito “mmm, coisa boa”! E estamos há pouco mais de 3 meses nessa realidade nova, e a bezerra aqui tá vivendo melhor, mais feliz, e sem sentir falta do leite de vaca, do Toddy, do Ovomaltine, porque achou substitutos muito mais saborosos. E esses sim, saudáveis de verdade, sem gordura saturada, com mais nutrientes e mais levemente digeridos!

Nesses testes, percebi que tem leites que se dão melhor pra cada coisa, porque todos tem um sabor residual, uns mais, outros menos. Dos que testei(e ainda há muito mais sementes pra testar o leite, como a de semente de girassol, ou a de noz macadâmia, mas ainda não tive a oportunidade!), percebi que as melhores combinações de usos e sabores eram esses:

Pra tomar com achocolatado(na verdade, com chocolate do padre, ou com cacau, achocolatado não entra mais em casa porque contém leite na formulação), amamos o de aveia com arroz(receita da Michelle Egídio, do MFAL), amamos o de aveia com leite de coco, o de amêndoas e pra mim, o melhor de todos na combinação com chocolate – o de avelã.

Pra tomar puro, o refrescante de castanhas do pará com água de coco.

Pra fazer vitaminas de frutas, o de linhaça e o de gergelim(levemente amarguinho).

Pra cozinhar, o de aveia pura, o de arroz, ou o de aveia com arroz.

É interessante frisar que é muito legal ir revezando cada um deles, porque cada um tem suas propriedades. Há os que são ricos em ômega 3 e 6, os rico em cálcio, outros em magnésio e selênio… E cheios de gorduras não-saturadas, que protegem o coração!!!

Nesse gif tem algumas informações interessantes sobre alguns tipos de leite vegetal.

Além do leite, existe a polpa como subproduto, e na maioria dos casos, ela pode – e deve – ser usada pra outras receitas, porque ainda é bastante rica e nutritiva, além de saborosa. Dá pra usar em massa de pão, de bolo, de biscoito, e até pra temperar e fazer um queijinho/patê, que fica mara pra comer com torradinha ou naquela fatia de pão caseiro quentinho, que você acaba de tirar do forno! nhami nhami!

Hoje, aqui, fomos de Leite de Avelã, que tomei com chocolate do padre e açúcar. A polpa que sobrou mais tarde vai pra um bolinho de chocolate, pra dar aquele toque amendoado que lembra um pouco Nutella! =P

Seguem então as receitas, vocês vão ver o quanto são fáceis e parecidas entre si!

LEITE DE AMÊNDOAS, OU AVELÃS, OU CASTANHAS DO PARÁ

120 g das sementes cruas, deixadas de molho de 8 a 12 horas, e escorridas.

1 litro de água

1 pitada de sal

1 colher de chá de baunilha

Bater tudo no liquidificador por cerca de 5 minutos, coar em coador de pano. Conservar em recipiente de vidro tampado, em geladeira. Tem validade de até 3 dias.

LEITE DE CASTANHAS DO PARÁ COM ÁGUA DE COCO

120 g das sementes cruas, deixadas de molho de 8 a 12 horas, e escorridas.

1 litro de água de coco

Bater tudo no liquidificador por cerca de 5 minutos, coar em coador de pano. Conservar em recipiente de vidro tampado, em geladeira. Tem validade de até 3 dias.

LEITE DE GERGELIM

1/2 xícara de gergelim cru, deixado de molho por cerca de 4 horas apenas, e escorrido.

750 ml de água

Bater tudo no liquidificador por cerca de 5 minutos, coar em coador de pano. Conservar em recipiente de vidro tampado, em geladeira. O ideal é preparar e já utilizar, porque após algumas horas o amargor fica muito forte.

(PS: Essa polpa foi uma das poucas que não gostei de utilizar em outros preparos. Há quem goste de preparar tahine, mas não testei nenhuma receita que me agradasse.)

LEITE DE AVEIA

100 g de aveia em flocos, deixadas de molho em 1 xícara de água, por cerca de 30 minutos

1 litro de água

Cerca de 6 cubos de gelo

Bater a aveia(a aveia vai com a água que ficou de molho) e a água restante por cerca de 5 minutos, coar em coador de pano, e voltar ao liquidificador com o gelo, que reduz a textura viscosa.

(PS: Sempre reaproveito essa polpa pra fazer mingau.)

LEITE DE AVEIA COM ARROZ (Receita da Michelle Egídio, do MFAL)

1 xícara de aveia, deixada de molho em 3 xícaras de água, por 30 minutos

1 colher de sopa de óleo de girassol, canola ou milho

1 colher de açúcar

1 xícara de água

1/2 xícara de arroz cru

1/2 colher (de chá) de baunilha

Bater tudo no liquidificador(a aveia vai com a água que ficou de molho) por cerca de 5 minutos, e coar em coador de pano. Conservar em recipiente de vidro tampado, em geladeira. Tem validade de até 3 dias.

(PS: Essa polpa tem que ser descartada, pois o arroz cru batido não serve pra preparações, pois fica duro)

LEITE DE AVEIA COM LEITE DE COCO

100 g de aveia

100 ml de leite de coco

1 l de água

Deixar a aveia de molho no leite de coco por cerca de 10 minutos, levar ao liquidificador junto com a água. Bater por cerca de 5 minutos e coar em coador de pano. Conservar em recipiente de vidro tampado, em geladeira. Tem validade de até 3 dias.

(PS: Essa polpa pode ser usada em mingau ou ser acrescida em massa de bolo ou biscoito, adicionando fibra e sabor)

LEITE DE ARROZ

1/4 de xícara de arroz cozido sem tempero

1 litro de água

Bater até ficar homogêneo e liso, sem vestígios dos grãos.

Se usar arroz integral, deve ser coado.

LEITE DE LINHAÇA

1/2 xícara de linhaça, deixada de molho em 1 xícara de água, de um dia pro outro, ou até criar o gel.

750 ml de água

Bater tudo no liquidificador por cerca de 5 minutos, coar em coador de pano. Conservar em recipiente de vidro tampado, em geladeira. Tem sabor residual forte e é levemente viscoso, mas batido com frutas, acrescida de aveia e especiarias, fica com sabor agradável. Deve ser utilizado assim que preparado, pois amarga com bastante rapidez.

Single Post Navigation

4 thoughts on “Sobre Leites Vegetais

  1. Nem precisso dizer que amei, e vou testar todos aqui com meu pitoco. Obrigada Thi!! Sucesso nessas receitas maravilhosas.

  2. olá! adorei as receitas! só uma ressalva. faço o leite de arroz com aveia aqui tb, e uso os dois resíduos pra fazer comidinhas.
    bato separado os liquidos correspondentes. 🙂
    o arroz eu uso pra fazer arroz doce, e já fiz tb um manjar de arroz. tb já acrescentei em sopas.
    é só cozinhar bem. fica a dica!

  3. confesso… sou Bezerra… é tão prático e gostoso kkk
    mas prometo que vou tentar fazer, principalmente a de avelã que adoro… depois uso a “massa” para fazer umas bolachinhas kkkk

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: