Receitinhas de Mãe

As receitas que fazem sucesso com meus pequenos.

Contra a mesmice da batata!

Quem não curte uma batata?

Desde sempre, na casa da minha vó e  da minha mãe, o tubérculo da vez era a batata: batata frita, assada, com carne, com frango, à dorê, purê, omelete de batata, amassada com espinafre, salada de batata com ovo…

Tendo pai diabético, no entanto, sempre fiquei bem curiosa do porquê dele não PODER(o que não significa não fazer! hehe) comer batata com arroz, batata com macarrão, ter sempre que optar por um ou outro. Ouvi da endócrino dele que a batata é pobre em nutrientes, mas rica em carboidrato simples, que vira açúcar rapidinho no corpo. Daí fiquei meio assim com a pobre. Nem sempre que eu queria, eu comia, mesmo tendo paixão.

Muuuuito tempo depois(tá, nem tanto assim porque fui mãe nova! rs), lá estava eu, tendo que fazer as papinhas do meu filho e começando a repensar o jeito que eu aprendi a comer em casa, e o jeito que meu marido comia, pra que Mig comesse com mas variedade que a gente. Confesso que sempre gostei de variar o cardápio, os sabores, porque sou bem da enjoadinha, se almoço uma coisa, não vejo graça em comer igual no jantar, por isso opto por preparar a comida pra de noite, assim, no mesmo dia, não repito comida, uma vez que almoço o jantar da noite anterior, e comida fresquinha de noite. Mas ser mãe me fez explorar ainda mais isso.

Ir sempre à feira, ou mesmo à sessão de legumes do mercado ou ao hortifruti da esquina, me fez ter contato com muitas coisas que eu nunca tinha preparado, mas que sempre ouvia falar, e que comecei a comprar, provar, testar e oferecer pro Mig, pra sair da mesmice e ele poder ingerir o mais variado grupo de alimentos e tipos de nutrientes.

Comecei a entender um pouco da sazonalidade dos alimentos, da diferença entre ingerir o alimento da época, mais rico em sabor, mais colorido, e até mais barato, e o quanto essa sazonalidade faz com que naturalmente variemos o cardápio. Fiquei fascinada por isso! Cara, eu sou gamadaaaa pela forma como a Natureza sempre tem a  resposta! Depois que fui mãe me joguei de vez nisso, em seguir à Natureza ao máximo, tentar me reconectar com o Eu que fui feita pra ser… Enfim, viagem demais pensar nisso quando se pensa numa simples receita, mas pra mim faz todo sentido.

Voltando à questão da comida, e da batata, nas prateleiras e bancas comecei a ver que tinha um monte de coisa que, como a batata, nascia embaixo da terra e eram amilosas e meio adocicadas, e comecei a comprar pra pôr nas “sopinhas” do Mig, que eu sempre comia, e comecei a testar usar alternativas no lugar de batata. Afinal, se era parecido, porque que não funcionaria?

E amei!!! Comecei a pôr na mesa da família comidas feitas com eles também, colocar na carne de panela, sopa, mas me apaixonei pela variedade de purês que ficam muuuito diferentes e gostosos sem contar o quanto a preguiçosa aqui ama a praticidade e a rapidez com que são feitos.

Comecei com purê de mandioquinha(batata-salsa/ batata-baroa), de mandioca(aipim), de cará, de nhame, de batata-doce, de cenoura…

Daí testei alguns de legumes, como abóbora, couve-flor, ervilhas, berinjela… Como diz dona Dorotéa, “Jesus, Maria, José”! Como vivi sem??? E olha q ainda falta mto o que provar, testar!

Comecei a fuçar a internet e pá! Em muitos lugares tem-se uma cultura grande desses purês, e eu nunca nem tinha ouvido falar! Puts, como “comida de paulista” é insossa, sempre igual! ‘Bora mudar isso já! (Pelo menos na nossa mesa!)

E assim tem sido… Abaixo posto algumas receitas de purê que fazem sucesso aqui em casa.

PURÊ DE COUVE-FLOR

– 1/2 couve-flor grande cozida em água e sal

– 3 dentes de alho, cozidos juntos com a couve-flor

– 1/4 de xícara de água do cozimento

– 2 colheres de manteiga (aqui usamos margarina becel azul, a única sem lv ou soja)

– cebolinha picada, sal e pimenta do reino à gosto.

Bater a couve-flor, a água e a manteiga no liquidificador. Voltar à panela e temperar. (Tem coisa mais simples?)

PURÊ DE MANDIOQUINHA

– 1/2 kg de mandioquinha cozida em água e sal

– 1/2 xícara de leite (eu uso leite vegetal, pra cozinhar, gosto do de aveia ou de arroz)

– 1 colher de manteiga (uso becel azul, “limpa” de lv ou soja)

– sal, pimenta, coentro à gosto

Escorro a mandioquinha, coloco o restante dos ingredientes(menos o coentro) na panela, e uso o mixer ali mesmo. Depois, só misturo o coentro.

PURÊ DE MANDIOCA –

– 1/2 kg de mandioca cozida

– 1/4 xícara de caldo de carne (cada vez que faço carne ou frango cozidos, eu armazeno o excesso de caldo no congelador e uso em outras receitas depois, no lugar de usar aqueles tabletes industrializados. vale a pena!)

– 100 ml de creme de leite

– sal, pimenta à gosto

– cheiro verde pra salpicar

Bater no processador ou com o mixer, direto na panela, a mandioca, em pedaços pequenos, o caldo, e o creme de leite.

Acerto o sal e a pimenta e polvilho cheiro verde. Esse purê fica PERFEITO pra fazer escondidinho de carne seca ou de carne moída!

VARIAÇÃO PRA QUEM NÃO PODE INGERIR LEITE: SUBSTITUIR O CREME DE LEITE POR 2 COLHERES DE MARGARINA BECEL ORIGINAL + 1/2 XÍCARA DE LEITE VEGETAL

PURÊ DE ABÓBORA

– 1/2 kg de abóbora(tanto faz cabotiã, moranga, menina)

– 100 ml de creme de leite

– sal, noz moscada e pimenta do reino à gosto

– cheiro verde e coentro à gosto

Bater no processador a abóbora e o creme de leite. Voltar à panela e acrescer os temperos.

VARIAÇÃO PRA QUEM NÃO PODE INGERIR LEITE: SUBSTITUIR O CREME DE LEITE POR 2 COLHERES DE MARGARINA BECEL ORIGINAL + 1/2 XÍCARA DE LEITE VEGETAL

PURÊ DE NHAME E BATATA-DOCE

– 2 batatas-doce grandes

– 1 nhame grande

– 3 dentes de alho

– 1/2 xícara de leite (eu uso o vegetal)

– 2 colheres de manteiga (aqui usamos becel azul, original, “limpa” de lv ou de soja)

– 1 colher de mostarda (eu prefiro mostarde dijon ou l’ancienne, mas a normal também funciona bem, dando um ardidinho e uma cor bonita)

– sal e pimenta do reino à gosto

– cheiro verde à gosto

Passar as batatas, o alho e o nhame no espremedor. Levar à panela ao fogo e misturar o restante dos temperos.

 

Hoje fomos de purê de batata-doce com nhame e alho, e por mais estranho que possa parecer, fica muuuito gostoso pra acompanhar carne! Além disso, tivemos arroz integral, bifinho acebolado e vagem ao molho de mostarda.

Single Post Navigation

8 thoughts on “Contra a mesmice da batata!

  1. Eu confesso que eu sou um “cu” pra purê, e confesso também que tenho certa resistência pra fazer. Meus pures sempre foram de batata ou abóbora seca… Nunca comi nhame e nunca gostei de batata doce, mas fiquei MUITO interessada nessa receita. A pergunta é: fica adociado? É que eu não gosto nada de agridoce, sal é com sal e açucar é com açucar. Se vc falar que não fica adocicado, amanhã mesmo irei no Oba comprar. Beijos!

    • tanis, se fizer só de batata-doce, fica. mas com o nhame, fica muuuuito de leve um toque adocicado.
      se vc usar as ervinhas então, aí que o adocicado praticamente some. eu diria q o adocicado tá na mesma medida do de creme de milho, sabe?

  2. Érica Tavares on said:

    Ai Thi! Que beleza! Vou fazer esse purê de inhame e batata-doce. E aguardo a receita da Vagem ao molho de mostarda viu? Parabéns!

  3. Uia! Tava precisando deste post!!
    Brigaduuuuuu!

  4. Amando suas postagens, seu blog virou meu livro de cabeceira, sempre dou uma passada para ver as novis e re-ler o que ja foi postado.
    Como sou um zero a esquerda na cozinha, mas me preocupo coma alimentação estou disposta a seguir sua receitas, pois são maravilhosas e praticas.
    Hj estou comentando neste post pois hj fui ao mercado e comprei alguns legumes pensando exclusivamente em seus purês, rs. me deseje sorte!

  5. eu AMO purê, mas sempre foi o de mandioca ou de batata.. quero fazer de couve-flor.
    Thi preciso fazer um estagio na sua casa para aprender a cozinhar e além disso sendo saudável….

  6. Nunca fiz outro purê a não ser o de batata! O Lucas é um chatinho para comer, não gosta de nada com aspecto pastoso.
    Mas ele ama batata, então eu coloco a danada em tudo que faço!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: